//
Meu Quarto-Mundo – 2011

As relações entre público e privado, vida pessoal e coletiva cada vez mais se veem com limites indefinidos. As três dimensões da realidade de um indivíduo podem tanto se concentrar no interior, de seu íntimo, de seu quarto, em um computador pessoal, quanto estravar os limites de concreto e atingir parâmetros subjetivos e aglutinadores de outras realidades e vivência. Em “Meu Quarto-Mundo”, faço referência a essa disponibilidade em receber as pessoas em minha vida e, ao mesmo tempo, que essa não se encerra em meus domínios. Sendo assim, durante o Corredor Cultural de 2011 (Juiz de Fora), convidei o público a se conectar com meu imaginário, família e referências. Além disso, tendo como o princípio da incerteza da propriedade sobre corpos e objetos, os visitantes desse meu mundo particular estavam livres para se apoderar daquilo que lhe chamasse atenção e lhe desse desejo de possuir.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Leia!

Tryoka Koletiva

Obvious

Sons & Vibrações

Blog de Fotografia

BLOG

%d blogueiros gostam disto: