//
Acrescente
Artes, Ativismo, Cultura, Pintura, Rio, Urbano

A arte de subverter o que há

Houve um tempo em que o que se tinha era o corpo e a fala. Entretanto, éramos instigados a usar o ouvido e mexer nossos corpos em direção ao que se escutava. De repente, uma invasão de tecnologias e ideias fez das ruas um lugar das mãos e dos olhos.

Em novembro, passei um mês no Rio e uma das minhas atividades preferidas foi percorrer a cidade em busca de marcas dessa nova possibilidade. Coisas inscritas nos muros, na subversão, na ironia e no humor urbano. Mesmo que ainda sejamos guiados e eletrificados pelo establishment, agora, mais espíritos tem a agulha para fazer o furo.

Discussão

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Leia!

Tryoka Koletiva

Obvious

Sons & Vibrações

Blog de Fotografia

BLOG

%d blogueiros gostam disto: