//
Acrescente
Artes, Ativismo, Fotografia, Urbano

Cartas para quem?

Enviar cartas pessoais é quase um ritual religioso nos dias atuais. Pelo correio chegam contas, contas, propaganda e às  vezes, uma encomenta, uma compra. A caixa para as correspondências não serve tanto mais para emoções, lembranças, notícias, trocas. É um local oficializado, onde o sujeito, cidadão, contribuinte, consumidor deve verificar sempre para que não fique em dívida.

Todavia,  nossa história genética enquanto civilização, foi montada e governada por escritos e sentimentos, sensações, pensamento e ações que pelos olhos eram disparados pelas palavras, rabiscos e desenhos ali inseridos. Esperamos que, de alguma forma, voltemos aos velhos rituais. Se não por carta, quem sabe por uma mensagem pessoal mais longa e do tipo “como vai”. Precisamos estabelecer diálogos novamente, andamos muito silenciosos diante à máquina.

Discussão

Um comentário sobre “Cartas para quem?

  1. Putz João,
    Bem sinto bastante saudade das cartas, viu?
    Lembro de quando era criança e mudei de cidade e escrevia pra matar a saudade…
    E receber a carta era a recompensa pelo tempo gasto da escrita…
    Bem bom mesmo!
    Você só se esqueceu de deixar seu endereço, caso alguém se anime de te enviar um recado em papel.
    Eu, esperançosa, deixo o meu:
    Luciana Maia
    R. São Mateus 187/1003 – São Mateus
    Juiz de Fora – MG
    CEP: 36025-000

    Bjos!

    Publicado por Lu | 26/10/2011, 17:04

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Leia!

Tryoka Koletiva

Obvious

Sons & Vibrações

Blog de Fotografia

BLOG

%d blogueiros gostam disto: